topo
Home > Nossa Diocese > Histórico da Diocese > Bodas de prata da Diocese – 21/07/1962

Bodas de prata da Diocese – 21/07/1962

“Ano de 1963. quinta-feira, 25 de julho, Dia consagrado ao Apóstolo São Tiago, Catedral da Imaculada Conceição, cidade de Teófilo Otoni. Eleito: Mons. Filipe Tiago Broers, OFM. Sagrante: Dom Frei Quirino Adolfo Schmtz, OFM, Bispo de Teófilo Otoni. Consagrantes: Dom Frei Caetano Antônio Lima dos Santos, OFMcap., Bispo de I­lhéus (Bahia) e Dom José Maria Pires, Bispo de Araçuaí. Derivando da Casa Paroquial de N.S. de Fátima, às 7 horas da manhã, Mons. Filipe Tiago Broers OFM, acompa­nhado de imenso cortejo de veículos conduzindo figuras do Clero, autoridades, representações católicas e paro­quianos foi levado até à porta da Prefeitura Municipal. Dai o cortejo, acrescido de grande multidão, se­guiu a pé por entre alas atiradores do T.G. 102 até a Catedral da Imaculada Conceição.”

Fonte: Revista SANTA CRUZ (1963) nº 5-6-7 pg. 89

Apresentação

Às celebrações dos 500 anos da Evangelização da América Latina unimos as comemorações dos 25 anos da criação da Diocese de Teixeira de Freitas-Caravelas e das Bodas Prata de sagração episcopal de Dom Filipe Tiago Boers, bispo emérito desta Diocese.

Dentro das festividades desses dois gratos acontecimen­tos, publicamos uma breve síntese da presença da Igreja no Extremo Sul da Bahia.

É uma informação simples, que motivará a outros a desen­volverem, com maior eficiência, esse tema.

É uma terra rica de história, pois nela, em Porto Seguro, Frei Henrique de Coimbra proclamou, pela primeira vez, o E­vangelho de Jesus Cristo em terras do Brasil.

O conhecimento da história nos leva a amar e admirar as realizações e as vidas de nossos antepassados.

Que esses apontamentos sirvam de estimulo para que os lerem.

Feliz, apresento esse resumo do percurso histórico da I­greja no Extremo Sul da Bahia.

Que Nosso Senhor Jesus Cristo, em cujo nome se anunciou e se anuncia o Evangelho em nossa diocese, aumente a Fé a e­xemplo de tantos que dela deram testemunho.

Que Nossa Senhora D’Ajuda, Padroeira de nossa nos abençoe.

Dom Antônio Elizeu Zuqueto OFMCap

Bispo Diocesano

I

1º BISPO DA DIOCESE

DOM FILIPE TIAGO BRORS OFM

Catedral Santo Antônio

Bispo Emérito de Caravelas BA

Nascido em Blokker, Holanda,13/07/16

Ordenado Sacerdote: Weert, Holanda,04/04/43

Sagração Episcopal: Teófilo Otoni, Minas Gerais, 25/07/63

Pais: Pieter Broers e Trijntjo Neefjes.

Estudos: 1º grau (1923-1930)Blokker, Holanda.

2º grau (1930-1936)Megen, Holanda

Filosofia: (1937-1939) Venray, Holanda.

Teologia: (1939-1943) Wychen e Weert, Holanda.

Curso da Pastoral, Baexem, Holanda:(1943 até a expulsão pelos Nazistas, em princípios de 1944)

Antes do Episcopado: Cooperador e assistente em Druten, na Fron­teira Bélgica até o fim da guerra e trabalhou na reconstrução da cidade até 1946, quando chegou ao Brasil. Cooperador (1946-1950) em Corinto MG; Cooperador (1950-1951)Calvacante RJ e vigário substituto em Quintino Bocaiúva, RJ; Orientador espiritual no Ginásio são José (1951 -1952) Teófilo Otoni, MG; Vigário de Guiri­cema, MG; (1952-1955); Vigário substituto em Carlos Chagas, MG (1955 – 1956); Vigário em Fátima, Teófilo Otoni (1956-1963); De­finidor da Província Franciscana de Santa Cruz em Minas Gerais ( 1961-1963).

Como Bispo: Bispo Diocesano de Caravelas – BA; Presidente da Cáritas Diocesana de Caravelas.

Lema: “VENITE ET VIDETE” (vinde e Vede)

2º BISPO DA DIOCESE

DOM ANTÔNIO ELIZEU ZUQUETO OFM cap

Bispo da Diocese de Teixeira de Freitas-Caravelas, BA

Nascido em Resplendor, MG, 29/04/28

Ordenado sacerdote: Santa Teresa ES, 19/03/55

Sagração Episcopal: Itambacuri, MG, 08/06/80

Pais: Antônio Zuqueto e Virgínia Mestura

Estudos: 1º e 2º Graus (1940-1948) Santa Teresa, ES e Piracicaba SP.

Filosofia e Teologia: Em Itambacuri MG (1950-55), Instituto Pastoral Vocacional (1967), Rio de Janeiro, RJ.

Antes do Episcopado: Vice Reitor do Seminário Menor (1956-1959) Santa Teresa ES; Superior e Vigário (1959-1963) Conceição do Mato Dentro, MG; Primeiro Conselheiro da Custódia do Rio de Janeiro, Superior e Vigário em Itambacuri (1963-1965). Reitor do Seminário Menor (1965 ­1969), Santa Teresa ES; Vigário em Santa Teresa, ES (1969­1974); Vice provincial (1974-1980); Vigário da Paróquia são Se­bastião (1977-1980), Rio de Janeiro – RJ.

Como Bispo: Bispo Auxiliar de Teófilo Otoni (residindo em Mante­na, MG); Bispo Diocesano de Teixeira de Freitas – Caravelas,1983. Escritos da sua autoria: Artigos em Revistas e periódicos.

Lema: “Ipse Nostra Pax” (Cristo é a nossa Paz).

Uma capela da periferia da cidade de Teixeira de Freitas.

II

A Igreja no Extremo Sul da

Bahia (1500-1583)

Primeira evangelização

A evangelização no extremo Sul da Bahia começou com a chegada dos oito frades franciscanos e nove padres diocesa­nos que acompanhavam a expedição de Pedro Álvares Cabral.

Chegados ao Novo Continente, foram celebradas duas mis­sas com a pregação de Frei Henrique de Coimbra. Permaneceram em terra oito dias. Anunciaram a Boa Nova aos portugueses e aos índios que estavam presentes.

Depois de alguns anos retornaram os frades franciscanos, permanecendo até 1549.

Paróquia de Nossa Senhora da Pena

Criadas as Capitanias, sendo PORTO SEGURO uma delas, criaram-se, também, diversas paróquias com a presença dos padres seculares. Nossa Senhora da Pena foi uma das primeiras do Brasil.

Diocese de São Salvador

Junto com o trabalho pastoral do clero diocesano mencionavam os padres jesuítas. À beira-mar surgiram povoados e neles as igrejas. Em 1551 foi criada a Diocese de são Salva­dor.

SÉCULOS SEGUINTES

A diocese do Rio de Janeiro foi criada em 1676 com o tendimento pastoral a toda a área do Extremo Sul da Bahia. Este, porém, a partir de 1854 passa a pertencer à Arquidi­ocese de são Salvador.

Além dos padres diocesanos, muitos missionários evangelizaram a região litorânea de PORTO SEGURO, SANTA CRUZ DE CABRÁLIA, PRADO, ALCOBAÇA, CARAVELAS, NOVA VIÇOSA E MUCURI.

Diocese de Ilhéus

Em 1913 teve início a Diocese de ILHÉUS, abrangendo no Sul da Bahia. Assim, as diversas Paróquias receberam maior assistência.

Novas Comunidades começaram a surgir. A população, que apenas residia à beira do mar, iniciou um movimento para o interior das matas. Uma extensa área, ainda deserta e desco­nhecida, ocupada por lavradores, forçou o aparecimento de lavouras, povoados e cidades. Necessitava-se de missionários.

Presença dos religiosos

Em 1936 chegavam a CARAVELAS os primeiros frades FRANCIS CANOS da PROVÍNCIA DE SANTA CRUZ. Com a presença assídua do trabalho pastoral dos frades, a Igreja começou a tomar um novo impulso por toda parte. Longas viagens para atender o po­vo.

Em 1960 a PRROVÍNCIA DOS FRADES CAPUCHINHOS DE NÁPOLES enviou os primeiros missionários para a região de Porto Seguro sendo bispo de Ilhéus Dom Frei Caetano Antônio Lima dos San­tos, capuchinho. Com isto, as diversas Comunidades tiveram um melhor atendimento.

Mais tarde, movidas pelo espírito missionário, chegaram diversas Irmãs, dedicando-se, além de a uma vida de testemunho, ao serviço pastoral: IRMÃS DE SÃO JOSÉ DE CHAMBÉRY, da Província de Lagoa Vermelha, RS; IRMÃS PIAS EDUCADORAS DE SÃO JOÃO EVANGELISTA, de Sássari, Itália; IRMÃS FRANCISCANAS DE OIRSCHOT, da Província de Minas Gerais; sendo bispo Dom Filipe. IRMÃS FRANCISCANAS DO SENHOR, do Regional de Baepen­di; IRMÃS FRANCISCANAS DE DILLINGEN da Província do Rio de Janeiro; sendo bispo Dom Antônio.

DIOCESE DE CARAVELAS

Um acontecimento iria modificar muito a vida do sul Bahia: a construção da BR 101, cortando pelo meio a futura diocese de Caravelas trazendo, com o progresso, novos desafios.

Necessitando toda a imensa área do Sul da Bahia, então diocese de Ilhéus, de uma maior estruturação, a Santa sé criou, em 1962, a diocese de Caravelas.

Com a presença de Dom Filipe Tiago Broers e de maior nú­mero de sacerdotes e religiosas, as Paróquias e o povo de Deus sentiram com alegria o reflorescimento da vida cristã. Um estudo feito por peritos da situação real da nova diocese e os meios para a ação pastoral. Precisava-se conscientizar o povo, formar lideranças. As reuniões do clero, as Assem­bléias Diocesanas, Cursos de Atualização, visitas pastorais com maior freqüência animaram a vida das Comunidades.

A evangelização mais catequética, bíblica e litúrgica. A influência do Concilio Vaticano II, as Conferências de Mede­llim e Puebla impulsionaram ainda mais a atualização.

Os Sacramentos são realizados com um conhecimento melhor, as Associações aumentam e o povo participa mais.

As dificuldades também surgiram. Os vinte anos de gover­no militar dificultam a ação da Igreja. Muitas lideranças desaparecem. Os agentes de pastoral sofreram perseguições por toda a parte. Os meios de comunicação foram controlados.

Diante das novas exigências pastorais, a Santa sé houve por bem transferir a Sede da diocese de Caravelas para TEI­XEIRA DE FREITAS, por ocasião da tomada de posse do novo bispo Dom Antônio Elizeu Zuqueto, que sucedeu a Dom Filipe Tia­go Broers, bispo emérito de Caravelas.

IV

Atualidade

a) Situação Pastoral

Atualmente, a Diocese de TEIXEIRA DE FREITAS-CARAVELAS tem três realidades diferentes: a marítima, a da rodovia BR 101 e a do interior.

A da beira do mar tem seu início com os índios, portugueses e africanos. Cidades e Comunidades antigas com a forte presença de pescadores. Hoje, turismo e demanda imobiliária.

A da estrada federal BR 101 fez surgir novas cidades e povoações com grande intercomunicação. Aumentou a presença dos mineiros, capixabas e de baianos vindos de toda a par­te. Pequenas indústrias começaram a aparecer; a agricultura, a melhorar; o latifúndio, a se difundir; as imensas pasta­gens ocupando a boa terra para os cereais e os hortigranjeiros bem diversificados.

A do interior com maior quantidade de pastagens diminuindo a presença dos lavradores da terra.

Diante dessa realidade a Igreja atualiza seu serviço pastoral para o Povo de Deus. Está assim estruturada:

Uma Coordenação de Pastoral;

Um Conselho de Pastoral;

Dois Zonais

Dezessete Paróquias.

Nove Comissões Diocesanas animam a pastoral: família,jovens, catequese, direitos humanos, saúde, vocações, rural, pescadores e criança. As assembléias diocesanas e paroquiais revisam, planejam e animam as Comunidades.

Porém, se de um lado há muita coisa que alegra a todos, existem também os desafios e problemas. O analfabetismo, o consumismo, a terra na posse de poucos, a injustiça generaliza­da, o abandono do campo, os salários insuficientes, gerando a fome; tudo serve para manter o povo numa situação de dependência. Há também muitos que ingressam em seitas religiosas que alienam.

Com a extensa área de 28.000 Km2 e uma população de aproximadamente 500.000 habitantes, a Diocese sente maior ne­cessidade de leigos e agentes de pastoral. Na verdade, o po­vo está participando mais, animado pela catequese, pela pa­lavra de Deus. Porém, muita coisa, unido a ele, é preciso fazer. A presença do Espírito Santo não faltará. É a alma da Igreja. O Povo de Deus guarda sempre uma grande esperança. Acredita na Boa Nova que faz acontecer o Reino de Deus.

b) Paróquias e Comunidades

l. PORTO SEGURO

2. Santa Cruz de Cabrália

3. Vale Verde

4. Trancoso

5. PRADO

6. ALCOBAÇA

7. CARAVELAS

8. Nova Viçosa

9. Mucuri

10. MEDEIROS NETO

1l. ITANHÉM

12. IBIRAPUÃ

13. LAJEDÃO

14. GUARATINGA

15. ITAMARAJU

16. TEIXEIRA DE FREITAS

17. EUNÁPOLIS

1. PORTO SEGURO – A paróquia foi criada em 27 /05 /1534, sob a invocação de Nossa Senhora da Pena de Porto Seguro. A­tualmente trabalham ali os Frades Capuchinhos, sendo pároco Frei Giovanni Capone. Vigários paroquiais: Frei Calixto Gui­da e Frei João Zajkowsky (Santuário N.Sra. da Ajuda); e o Irmão Frei Angélico Barbato. Comunidades: Nossa Senhora da Pena, Nossa Senhora do Brasil, S. Sebastião, Nossa Senhora D ‘Ajuda, Caraiva, Barra Velha, Itaporanga, Pindorama, Projeto Vale Verde, Fazenda Ibiruçu de Dentro, Itabela, Serraria IMAPOS, Rua Nova, S. José do Panorama, Gravatá, Cajaiba, Santa Luzia, Itaporanga, Serraria SCOPEL, Monte Pascoal, Fazenda União, Fazenda Graciosa, Fazenda Realeza, Pedra Bonita, Mirabela, Montinho, Santa Isabel, Córrego são Bento, Sombra da Lua e são Geraldo. Comunidades de Religiosas: Em Porto Se­guro, Ir. Litteria Scalia, Ir. Maria Verniero e Ir. Lúcia Sergi (Servas do S.C. de Jesus); em Itabela, Ir. Clementina Sganzerla, Ir. Ana Júlia Slongo, Ir. Maura Carbonera.

2. SANTA CRUZ DE CABRÁLIA. Paróquia N. Sra. da Conceição Administrador Paroquial: Frei Giovanni Capone (Pároco de Por to Seguro). Comunidades: S. Cruz de Cabrália, Coroa Vermelha Santo André, S. Antônio, Guaiú e S. Miguel.

3. VALE VERDE. Antigamente Vila Verde ou Patatiba. Cri­ada em 22/12/1795. Administrador Paroquial: Fr. João ZajkowSky (Vigário paroquial de Porto Seguro).

4. TRANCOSO. Paróquia de S. João Batista. Criada em 12/11/1759. Administrador Paroquial: Frei João Zajkowsky (Vigário paroquial de Porto Seguro).

5. PRADO. Paróquia de N. Sra. da Purificação. Criada em 20/10/1795. Pároco: Frei Cleto Eggink OFM. Comunidades: Comuruxatiba, Cruzeiro do Sul, S. Jose, S. José do Prado, são Francisco, Guarani, Palmares, Craveiro e Limeira.

6. ALCOBAÇA. Paróquia de são Bernardo. Criada em 9/11/de 1’71. Pároco: Frei Elias Hooij OFM. Comunidades: Pixixica, S. Francisco, Tatu Fácil, Palha, s. José, Café-Sem-Troco e Ca­fé Glória.

7. CARAVELAS. Paróquia de Santo Antônio. Criada em 1775. Vigário Paroquial: F. Egídio Sontjens OFM. Comunidades: Barra, Ponta d’Areia, Joerana, Paraju, Taquari, Cupido, Duque de Caxias, Barcelona, Rancho alegre, Nova Esperança, Bairro Tancredo Neves, Km.60. RELIGIOSA: Ir. Luzia Santos, da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot.

8. NOVA VIÇOSA. Paróquia N. Sra. da Conceição. Criada em 13/03/1748. Administrador Paroquial: Fr. Ronaldo Zwinkels OFM (Pároco de Teixeira de Freitas). Comunidades: Lomanto Júnior, Cândido Mariano, Posto da Mata, Argolo, S. Jorge, Boa Vontade, Sitio Cardoso, Dois Irmãos, Helvécia, Santo Antô­nio, Bela Vista, Colônia Nova, Rio do Sul, Vargem Limpa e Ponte Pau Alto.

9. MUCURI. Paróquia S. José. Administrador Paroquial:Fr.Venâncio Goris OFM (Vigário Paroquial de Teixeira de Frei­tas). Comunidades: Três Corações, Itabatan, Belo Cruzeiro, Nova Brasília, Cruzelândia, Divisa, Campo Formoso, Itajubá, Hugo, Farol, Lotero, Santa Inês, Córrego do Geru, Córrego das Ostras, Rialto Doce e Costa Dourada.

10. MEDEIROS NETO. Paróquia N. Senhora da Conceição. Criada em 14/02/1965. Pároco: Pe. Carlos Roberto Rodrigues. Comunidades: são Bernardo, Senhor Bom Jesus, N.Sra. Aparecida, S. Francisco, Lar dos Velhos, José Martins, Santa Catarina, Córrego da Planície, Beija-Flor, Bela Vista, Beira do Rio Alco­baça, Eldorado, Quequeus, Preciosa, Agrovila José Paulino,Perobinha, Panorama, Balança, Vereda, Água Limpa, Juracitaba, Nova Lídice, Vila Mutum e Santa Luzia.

11. ITANHÉM. Paróquia de N. Sra. da Ajuda. Criada em 14 /03/1965. Pároco: Pe. José Koopmans. Comunidades: Batinga,Vila Resende, José Resende, Dona Marta, Santa Rita, Ibirajá,Salomão, Lavra, Sulim. Religiosas: Ir. Severina Cadore, Ir. Lourdes Mattielo, Ir. Vilma Verônica Trojan (Irmãs de S. Jo­sé de Chambéry).

12. IBIRAPUÃ. Paróquia do Senhor Bom Jesus. Criada em 21/03/1965. Pároco: Pe. Acácio Azevedo Neto (Pároco de Ibi­rapuã). Comunidades: Itupeva, Vila Betinho, Praça Linda e Santa Rita.

13. LAJEDÃO. Paróquia N. Sra. das Graças. Criada em 21/ d3/1965. Administrador Paroquial: Pe. Acácio Azevedo Neto. Comunidades: Itupeva, Vila Betinho, Praça linda e Santa Rita.

14. GUARATINGA. Paróquia N.Sra. da Conceição. Criada em 08/12/85. Pároco: Fr. Miguel Gagliardi OFMCap. Vigários Pa­roquiais: Frei Ricardo Cetto e Frei Francisco Eugênio Bonet­ti. Comunidades: Matriz, Bairro Novo Horizonte, Bairro Lava­pés, são João do Sul, Monte Alegre, são José do Buranhém, Cajuíta, Barra Nova, Santo Antônio do Trançador, Pedra Pontal, Humanitá Gustavo, Santa Marai do Pinheiro, Pinheiro, Beleza, Timóteo, Pedra d’Água, Vista Alegre, Boa Vista da Barra,’La­dainha, Santo Antônio da Alegria, Santa Fé, Cabeceira do Sul, Cabeceira do Frade, Cachoeira do Frade, Sempre Viva, S. Pedro, Itu, Lavra, Vista Bela e são José. Religiosas: Ir. Fri­da Kogner, Ir. Luzia da Silva, Ir. Cláudia Bach (Irmãs Fran­ciscanas de Dillingen).

15. ITAMARAJU. Paróquia de são Cosme e são Damião. Cria­da em 02/05/1965. Pároco: Frei Constantino Visintin OFM Cap. Vigários Paroquiais: Fr. Francisco Scarpellino, Fr. Dilson Batista Santiago e Fr. Adezi Amarante Pereira. Comunidades: Matriz, N.Sra. de Fátima, N.Sra. Aparecida, são João Evange­lista, Santo Antônio, são José, N. Sra. da, Penha, são Ro­que, são Domingos, Cristo Redentor, Novo Prado, Vázea d’Area, Corte Grande, Jurucuçu, são Paulino, Pau d’Alho, Nova A­legria, Campo Alegre, Piraji, Prata, Coqueiro, Monte Azul,Farinha Lavada, Palha,Lixa, Monte Negro, Itamarati, Itamínas, Gado Brabo, Coração Central, Santa Rita, João Baiano, Água Limpa, Sapucaieira, Vila União, Ita Brasil. Religiosas: Ir. Carmela Motta, Ir. Marcela Cozzula, Ir. Maria da Graça Silva, Ir. Raimunda Costa Nascimento (Pias Educadoras de são João Evangelista).

16. TEIXEIRA DE FREITAS. Paróquia de são Pedro.Criada em 25/03/1984. Pároco: Frei Ronaldo Zwindels OFM. Vigários Pararoquiais: Frei Augusto Uiterwaal, Frei Venâncio Goris, Frei Antônio Teófilo da Silva Filho. Comunidades: Matriz, Centro Comunitário, Teixeirinha, são José Operário, Santo Antônio, são Sebastião, N. Sra. do Perpétuo Socorro, são Francisco , são Benedito, N. Sra. da Conceição, N. Sra. Aparecida,são Bernardo, Cascata, Arara, são José do Paraíso, Cachoeira do Mato, Vila Marinha, Marimbondo, Alcooprado, são João Evange­lista. Religiosas: Ir. Nelcida Maria Caron, Ir. Maria Dotta, Ir. Maria Clélia Leal Boff (Irmãs de são José de Chambéry) ; Ir. Maria Cristina alves Ribeiro, Ir. Teresinha Gonçalves Ferreira, Ir. Aida Ferreira Martins (Irmãs Franciscanas do Senhor); Ir. Carla Caddi, Ir. Maria de Jesus Lopes, Ir. Neusa Néris Pinto (Pias Educadoras de são João Evangelista).

17. EUNÁPOLIS. Paróquia N. Sra. Auxiliadora. Criada em 25/03/1984. Pároco: Frei Giuseppe Iacoviello OFMCap. Vigário Paroquial: Fr. Tomás Bellin. Comunidades: Matriz, Núcleo Colonial, Moisés Reis, Gabiarra, Mundo Novo, Bairro dos Mou­ras, Dr. Gusmão, Santa Lúcia, Vera Cruz, Km.12, Fazenda Ba­talha, Bairro Minas Gerais, Km.6, Bairro Urbis, Rosa Neto (1), Rosa Neto (2), Rosa Neto (3), Ponto Maneca, Sitio Paraíso, Fazenda Santo Antônio, Fazenda Deus Dará, Fazenda Boa Vista, Fazenda Boa Sorte, Fazenda Felicidade, Platina, Ponto Central, Dendezeiro, N. Sra. de Fátima, Liberdade e Chapa­ral. Religiosas: Irmãs de são José de Chambéry (3 Comunida­des): Centro – Ir. Theresa Lunardi, Ir. Angela Cadore, Ir. Maria Zandoná; Rosa Neto – Ir. Marcela Muzzato, Ir.Terezinha Biazzi, Ir. Zenith Paludo; Piqui- Ir. Nadalina Perondi,Ir. Maria Zin.

c) Formação do Clero Diocesano

Nas Assembléias Diocesanas, além da conscientização dos leigos, aparece a importância e a necessidade da Promoção Vocacional com o acompanhamento e a formação dos futuros presbíteros.

Não havendo padres do clero secular, procuramos dar atenção especial a este setor da pastoral.

Deus ouviu a oração fervorosa das Comunidades Eclesiais de Base e está enviando operários para a nossa Igreja Lo­cal.

Com a chegada de candidatos, providenciou-se sua formação no Instituto de Filosofia e Teologia da diocese de Ilhéus.

– Atuais seminaristas

José Carlos Fernandes, diácono, 42 ano de teologia;

Eurico Loyola Netto, 2º ano de teologia;

Dácio Baion de Souza, 2º ano de teologia;

Antônio Gilberto de Oliveira, 12 ano de teologia;

Reinaldo Reis de Oliveira. 2º ano de filosofia;

Moisés Antônio de Almeida Porcino. 2º ano de filosofia;

José Ailton Pardinho, 1º ano de filosofia;

- Na diocese trabalham também o Pe. Janusz Sobeczak, se­cular, e o Irmão Edivaldo Rodrigues Bonfim, capuchinho.

- É também desta diocese o Pe. David José Reis, secular, atualmente a serviço na diocese de Leopoldina.

d) Dados Gerais[1]

Dados Quantidade
Superfície 2 28.000Km2 aprox
População 500.000 hab. Aprox
Data de criação da diocese de Caravelas 21/07/1962
Transferência da Sede para Teixeira de Freitas 18/04/1983
Municípios .15
Paróquias 17
Zonais 02
Comissões Diocesanas 09
Sacerdotes diocesanos 05
Sacerdotes capuchinhos 12
Sacerdotes franciscanos 07
Irmãos religiosos capuchinhos 02
Irmãs religiosas 35
Seminaristas maiores 07

[1] Informações coletas em 1987, ano dos 25 anos de Diocese.

Baixe aqui este histórico dos 25 anos de Diocese










Paróquia Santa Rita
Rua Dr. Rafael de Castro, n.º 222 - Santa Rita
Telefone: 73 3263 - 1044
plug21.com